Aprendizagem Baseada em Problemas: do que estamos falando?

A aprendizagem baseada em problemas é o eixo principal do aprendizado teórico do currículo de algumas escolas de Medicina, cuja filosofia pedagógica é o aprendizado centrado no aluno.

É baseado no estudo de problemas propostos com a finalidade de fazer com que o aluno estude determinados conteúdos.

Embora não constitua a única prática pedagógica, predomina para o aprendizado de conteúdos cognitivos e integração de disciplinas.

Esta metodologia é formativa à medida que estimula uma atitude ativa do aluno em busca do conhecimento.

E não meramente informativa como é o caso da prática pedagógica tradicional.

A partir de definições importantes relacionadas às finalidades do currículo do curso, prepara-se um elenco de situações que o aluno deverá saber/dominar.

Este elenco é analisado situação por situação para que se determine que conhecimentos o aluno deverá possuir para cada uma delas.

Este elenco constitui os temas de estudo.

E cada tema será transformado em um problema para ser discutido em um grupo tutorial, quando se tratar de um tema que diga respeito à esfera cognitiva.

A construção do problema considera:

1. consistir de uma descrição neutra do fenômeno para o qual se deseja uma explicação no grupo tutorial;

2. ser formulado em termos concretos;

3.ser conciso;

4. ser isento de distrações;

5. dirigir o aprendizado a um número limitado de itens;

6. dirigir apenas a itens que possam ter alguma explicação baseada no conhecimento prévio dos alunos;

7. exigir não mais que em torno de 16 horas de estudo independente dos alunos para que seja completamente entendido de um ponto de vista científico (complementação e aperfeiçoamento do conhecimento prévio).

Ao lado dos problemas, são organizadas situações para treinamento de habilidades psicomotoras.

Assim como estágios de várias complexidades.

A esfera cognitiva deve garantir que o aluno estude situações suficientes para se capacitar a procurar o conhecimento por si mesmo quando se deparar com uma situação problema ou um caso clínico.

A Aprendizagem Baseada em Problemas tem o grupo tutorial como apoio para os estudos.

O grupo tutorial é composto de um tutor e 8 a 10 alunos.

Dentre os alunos, um será o coordenador e outro será o secretário, rodiziando de sessão a sessão, para que todos exerçam essas funções.

No grupo, os alunos são apresentados a um problema pré elaborado pela comissão de elaboração de problemas.

A discussão de um problema se desenrola em duas fases.

Na primeira fase o problema é apresentado e os alunos formulam objetivos de aprendizado a partir da discussão do mesmo.

Na segunda fase, após estudo individual realizado fora do grupo tutorial, os alunos rediscutem o problema à luz dos novos conhecimentos adquiridos.

Aprendizagem

O método, no grupo tutorial, é seguido em sete passos:

1. Leitura do problema, identificação e esclarecimento de termos desconhecidos;

2. Identificação dos problemas propostos pelo enunciado;

3. Formulação de hipóteses explicativas para os problemas identificados no passo anterior (os alunos se utilizam nesta fase dos conhecimentos de que dispõem sobre o assunto);

4. Resumo das hipóteses;

5. Formulação dos objetivos de aprendizado ( trata-se da identificação do que o aluno deverá estudar para aprofundar os conhecimentos incompletos formulados nas hipóteses explicativas);

6. Estudo individual dos assuntos levantados nos objetivos de aprendizado;

7. Retorno ao grupo tutorial para rediscussão do problema frente aos novos conhecimentos adquiridos na fase de estudo anterior.

Uma carga horária é prevista para o estudo de cada problema.

O grupo deve organizar-se para cumprir os sete passos acima descritos dentro desse tempo— em geral umas quatro manhãs ou tardes, para poder passar para o problema seguinte.

Como se avalia a aprendizagem baseada em problemas?

São várias as formas de avaliação possíveis dentro do currículo baseado em problemas.

São previstas avaliações por módulos, avaliação progressiva dos conhecimentos dos alunos, avaliação das habilidades esperadas em cada série e avaliações informais, em que se observam as atitudes dos alunos.

Com relação à avaliação realizada ao final de cada módulo temático, tem por finalidade principal avaliar a qualidade do módulo.

Um módulo temático deve levar os alunos a atingirem determinados objetivos de conhecimento.

O núcleo central do módulo temático são os problemas desenvolvidos para a abordagem dos temas.

Um bom problema deve ensejar uma boa discussão no grupo tutorial de modo que ao fim desta discussão os alunos elejam objetivos de aprendizado adequados ao conhecimento do tema em estudo.

By | 2017-11-28T11:39:08+00:00 29.11.17|0 Comentários

Sobre o Autor:

Graduada em Ciências Biológicas (licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais, Mestre em Ciências (ênfase Ensino de Biologia) pela Universidade de São Paulo. Trabalha com biologia geral, com ênfase em estratégicas didáticas e linguagem.

Deixar Um Comentário