O que é o ensino a distância

A educação a distância  é o processo de ensino aprendizagem mediado por tecnologias.

Na qual professores e alunos estão separados espacial e/ou temporalmente.

Ou seja, professores e alunos não estão normalmente juntos, fisicamente.

Mas podem estar conectados, interligados por tecnologias, principalmente a internet.

Essa  mesma modalidade de Educação teve diferentes gerações.

Como os cursos por correspondências  com material impresso, enviados pelo correio, populares nos anos 70.

Depois a analógica onde são introduzidas as transmissões por televisão aberta, rádio, fitas de áudio e vídeo, populares nos anos 90.

Na expressão “ensino a distância” a ênfase é dada ao papel do professor (como alguém que ensina a distância).

Embora seja uma expressão bem popular, a palavra “educação” é mais abrangente para se referir ao processo de ensino aprendizagem a distância.

Para que a aprendizagem a distância se efetive, não basta somente contratar mais professores, oferecer materiais de estudo e usar tecnologias sofisticadas.

É necessária a existência de um ambiente que favoreça o processo de ensino e gere aprendizagens significativas.

Como também a utilização de estratégias educativas, sustentadas no diálogo, nas interações promovidas pelo/a professor.

Modalidades de ensino a distância

Hoje temos a educação semi presencial (parte presencial/parte virtual ou a distância) e educação a distância (ou virtual).

A educação semi presencial acontece em parte na sala de aula.

A outra parte é a distância, por meio de tecnologias.

A educação a distância pode ter ou não momentos presenciais.

A educação a distância pode ser feita nos mesmos níveis que o ensino regular.

No ensino fundamental, médio, superior e na pós-graduação.

É mais adequado para a educação de adultos.

Principalmente para aqueles que já têm experiência consolidada de aprendizagem individual e de pesquisa.

Assim como acontece no ensino de pós-graduação e também no de graduação.

Já que requer bastante disciplina e organização.

Vantagens e desvantagens do EAD

Uma das vantagens é a autodisciplina de estudo.

E a autonomia da autoaprendizagem, da sua organização do pensamento, melhoria da expressão pessoal, e tudo o que conduz à autovalorização e segurança de si mesmo.

Além disso, o ensino a distância soluciona problemas de disponibilidade de tempo e de acesso a educação.

Como desvantagem da EaD está que a mesma não proporciona uma relação pessoal e direta aluno/professor.

O “face-a-face”, típica de uma sala de aula.

Outra desvantagem é relacionada ao perfil do aluno e aos problemas como a maturidade, a autodisciplina e o isolamento, especialmente críticos quando se trata de alunos mais jovens.

distância

Por que tem ganhado cada vez mais espaço

As tecnologias interativas vem evidenciando o que deveria ser o cerne de qualquer processo de educação.

A interação e a interlocução entre todos os que estão envolvidos nesse processo.

Na medida em que avançam as tecnologias de comunicação virtual (que conectam pessoas que estão distantes fisicamente como a Internet, telecomunicações, videoconferência, redes de alta velocidade) o conceito de presencialidade também se altera.

Poderemos ter professores externos compartilhando determinadas aulas, um professor de fora “entrando” com sua imagem e voz, na aula de outro professor.

Haverá, assim, um intercâmbio maior de saberes.

O que possibilita que cada professor colabore, com seus conhecimentos específicos, no processo de construção do conhecimento, muitas vezes a distância.

Mas, esse tempo e esse espaço, cada vez mais, serão flexíveis.

O professor continuará “dando aula”, e enriquecerá esse processo com as possibilidades que as tecnologias interativas proporcionam.

Como receber e responder mensagens dos alunos, criar listas de discussão e alimentar continuamente os debates e pesquisas com textos, páginas da internet, até mesmo fora do horário específico da aula.

Há uma possibilidade cada vez mais acentuada de estarmos todos presentes em muitos tempos e espaços diferentes.

Assim, tanto professores quanto alunos estarão motivados, entendendo “aula” como pesquisa e intercâmbio.

Estamos numa fase de transição na educação a distância

Muitas organizações estão se limitando a transpor para o virtual adaptações do ensino presencial.

Com aulas multiplicadas ou disponibilizadas.

Há um predomínio de interação virtual fria (formulários, rotinas, provas, e-mail).

E alguma interação online (pessoas conectadas ao mesmo tempo, em lugares diferentes).

Apesar disso, já é perceptível que começamos a passar dos modelos predominantemente individuais para os grupais na educação a distância.

Da comunicação offline estamos evoluindo para um mix de comunicação off e online (em tempo real).

O ensino a distância é uma prática que permite um equilíbrio entre as necessidades e habilidades individuais e as do grupo – de forma presencial e virtual.

Nessa perspectiva, é possível avançar rapidamente, trocar experiências, esclarecer dúvidas e inferir resultados.

A tendência é que as práticas educativas, cada vez mais, combinem cursos presenciais com virtuais.

Uma parte dos cursos presenciais será feita virtualmente, uma parte dos cursos a distância será feita de forma presencial ou virtual-presencial.

Isso porque alguns cursos podemos fazê-los sozinhos, com a orientação virtual de um tutor.

Mas outros é importante compartilhar vivências, experiências e ideias.

O professor no ensino a distância

A docência, por si mesma, não é uma atividade simples.

Além do domínio do conteúdo, a atividade docente envolve afetividade, laços de amizade/identidade e até mesmo subjetividade.

Na Educação a Distância a docência se torna ainda mais complexa em função da inserção de novos sujeitos em um mesmo propósito educacional.

No contexto à distância a docência não está focada na figura de apenas um professor, mas de vários.

Há o professor-autor, o professor-formador, o professor-tutor, o professor-revisor, o coordenador de tutoria, o tecnólogo educacional, dentre outros, constituindo uma equipe multidisciplinar e interdependente.

A inserção desses novos atores em um projeto educativo desenvolvido na modalidade a distância redimensiona o processo ensino-aprendizagem e caracteriza a polidocência.

Um dos elementos imprescindíveis para o sucesso de um projeto a ser desenvolvido na modalidade EAD
é a mediação pedagógica.

Exercida predominantemente pelo professor-tutor, que executa o projeto pedagógico elaborado pelo professor-formador.

By | 2017-10-11T22:02:14+00:00 11.10.17|0 Comentários

Sobre o Autor:

Graduada em Ciências Biológicas (licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais, Mestre em Ciências (ênfase Ensino de Biologia) pela Universidade de São Paulo. Trabalha com biologia geral, com ênfase em estratégicas didáticas e linguagem.

Deixar Um Comentário