O que é ser um professor reflexivo?

Professor reflexivo é um outro termo bastante comum na área da educação.

Vários documentos trazem o termo.

Mas o que isso significa?

Um professor que reflete?

Sobre o que? Para que?

A reflexão implica em saber as razões pelas as quais faço e porque faço.

O professor reflexivo é um produtor de seu próprio desenvolvimento.

É o professor que diariamente busca aprimorar suas capacidades.

Sabemos que para educar é necessário que o professor tenha motivos, objetivos, planos e valores.

A reflexão constrói novos conhecimentos e objetivos.

E na maioria das vezes, essas reflexões transformam-se em ações benéficas para os próprios professores, alunos, escolas e sociedade.

Um professor reflexivo não se limita apenas ao que aprendeu durante sua graduação.

Mas constantemente examina seus saberes como forma de compreender seus fracassos.

Tenta realizar seus projetos, seus objetivos, atende suas expectativas e investe no seu próprio aprendizado.

O professor reflexivo tem certeza de suas ações, pois reflete antes de pô-las em prática.

E dedica-se a análise de suas metodologias e experiências como uma maneira de avaliar inspiráveis momentos, sempre se auto-dialogando.

O ato de se auto-dialogar possibilita ao professor maneiras de construir esquemas para a configuração de sua prática.

Os saberes teóricos e as experiências se articulam e promovem, ao mesmo tempo, progresso e desenvolvimento sobre a prática de ensino.

O ensinar é uma atividade muito pessoal e a didática de cada professor reflete:

  • diferentes crenças e suposições sobre o que se significa um ensino eficaz;
  • o seu próprio papel na sala de aula;
  • que métodos de ensino são válidos para serem implantados;
  • que tipo de recursos devem usar;
  • o que acredita ser uma boa aula;
  • quais os tipos de abordagens eficientes;
  • quais as qualidades de um bom professor.

Cada profissional de ensino traz para sala de aula suas percepções de ensino que estão relativamente relacionadas à suas crenças.

O professor reflexivo tem como ideologia, não apenas agir de acordo com suas crenças, mas fazer o aluno aprender e a querer buscar mais conhecimento a fim de tornar-se um aluno autônomo.

Um docente reflexivo é participativo e esforça-se para conciliar o seu ensino com princípios e maneiras que possibilitem ao estudante exercer o seu papel de cidadania na sala de aula.

Oferecendo-lhe oportunidade de participar de discussões e decisões sobre os assuntos lecionados e de sugerir possibilidades de melhorias para a escola.

Um professor reflexivo assume responsabilidade sobre suas próprias atitudes dentro e fora da sala de aula, pois usa vários métodos e técnicas de ensino e trabalha conteúdos relacionados à realidade de seus alunos.

Professores reflexivos questionam repetidamente sobre o porquê do que fazem em uma aula.

Quais as razões de suas ações e o porquê de ensinar de uma determinada maneira e não de outra.

Essa é uma das formas de percebermos nitidamente a distinção entre um docente reflexivo e não reflexivo.

Um docente que tem como ideologia o uso da reflexão se encarrega de examinar cada passo de seu percurso educacional e está intelectualmente disposto a adotar medidas que possam, cada vez, mais informar quem ele é como profissional.

Esses são três comportamentos do caráter de um professor reflexivo: possuir um espírito aberto, ter responsabilidade de afrontar as consequências de suas ações e ter atitudes morais.

Como o professor reflexivo se porta com os alunos (Dewey, 1959)

  • não impõe e não ensina assuntos deslocados;
  • não se baseia e não coloca instruções e assuntos fora da realidade de seus alunos;
  • é prático, pois foca no que é necessário ensinar;
  • não aspira confundir seus alunos com assuntos muitos distantes de suas experiências ou que não ativem o interesse destes;
  • tem compreensão das ações que facilitam;
  • é paciente, pois acredita que passos de aprendizagem precisam ser pausados para que os alunos possam ter uma total aquisição do que foi ensinado;
  • analisa seus alunos, o que querem, de que precisam e o que entendem; sabe qual a linguagem adequada para falar com seus alunos.

As características de um professor reflexivo (Richards & Lockhart,1996)

  • é um organizador, tendo o papel de criar e desenvolver recursos para que seus alunos possam trabalhar;
  • é um facilitador, pois facilita o processo de comunicação entre todos
  • os participantes na sala de aula, bem como a compreensão das atividades e textos usados;
  • é uma fonte de informações e experiências relevantes para seus alunos;
  • é um orientador, pois ajuda os alunos a descobrirem maneiras de aprender e executar tarefas;
  • é um pesquisador e, ao mesmo tempo, um aprendiz que dá uma grande contribuição no processo de aprendizagem dos alunos, ao dividir com eles suas experiências e habilidades.

Professores reflexivos buscam também solucionar os dilemas da sala de aula

E são cientes do significado que o ensino representa.

Estão sempre injetando novas ideias no processo de ensino-aprendizagem.

E não limitam seu mundo de ação e reflexão apenas à sala de aula.

Mas estão dispostos a verem mais longe sua real situação, tendo como objetivo tornarem-se profissionais críticos, a caminho de sua autonomia.

O professor reflexivo nunca estar pronto e acabado.

É aquele que se surpreende com seus alunos e busca maneiras e razões de como compreendê-los.

Esse professor se caracteriza também por estar disposto a se tornar o objeto de sua própria investigação.

Passa a ser o autor e o executor de sua própria trajetória profissional e não apenas um repetidor de informações e conhecimentos produzidos por outros.

Ele também é um artesão, pois conhece o sistema do seu trabalho e as ferramentas que irá utilizar.

O professor reflexivo é um profissional que está eternamente num processo de aprendizado.

E, por meio do seu trabalho, prever e produz suas ações futuras.

Os professores tem a oportunidade de criar e recriar seu trabalho.

By | 2017-12-20T17:48:29+00:00 22.12.17|0 Comentários

Sobre o Autor:

Graduada em Ciências Biológicas (licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais, Mestre em Ciências (ênfase Ensino de Biologia) pela Universidade de São Paulo. Trabalha com biologia geral, com ênfase em estratégicas didáticas e linguagem.

Deixar Um Comentário