Planejamento, planos e projetos: sinônimos de uma mesma coisa?

O planejamento é uma atividade inerente de várias profissões, mas na docência é cerne.

E muitas são as confusões entre os tipos de planejamento.

Qualquer atividade, para ter sucesso, necessita ser planejada.

O planejamento é uma espécie de garantia dos resultados.

E sendo a educação, especialmente a educação escolar, uma atividade sistemática, uma organização da situação de aprendizagem, ela necessita evidentemente de planejamento muito sério.

Planejar é organizar ações.

Essa é uma definição simples mas que mostra uma dimensão da importância do ato de planejar.

Uma vez que o planejamento deve existir para facilitar o trabalho tanto do professor como do aluno.

O planejamento deve ser uma organização das ideias e informações.

Gandin (2008) sugere que se pense no planejamento como uma ferramenta para dar eficiência à ação humana.

Ou seja, deve ser utilizado para a organização na tomada de decisões.

E para melhor entender isto precisa-se compreender alguns conceitos, tais como: planejamento, planos e projetos.

Que são palavras sofisticadamente pedagógicas e que “rolam” de boca em boca, no dia-a-dia da vida escolar.

Mas o que eles realmente querem dizer?

Podem ser utilizadas como sinônimos?

Onde entra cada uma delas?

Apesar de os educadores em geral utilizarem, no cotidiano do trabalho, os termos “planejamento” e “plano” como sinônimos, estes não o são.

Vamos entender por que.

planejamento

Planejamento

  • O que é:

É um instrumento direcional de todo o processo educacional.

Estabelece e determina as grandes urgências, indica as prioridades básicas, ordena e determina todos os recursos e meios necessários para a consecução de grandes finalidades, metas e objetivos da educação.

O planejamento é uma tomada de decisão sistematizada e racionalmente organizada sobre a educação, o educando, o ensino, o educador, as matérias, as disciplinas, os conteúdos, os métodos e técnicas de ensino, a organização administrativa da escola e sobre a comunidade escolar.

  • Onde é aplicado:

O planejamento da educação é composto por diferentes níveis de organização.

Assim, podemos pensar em nível macro no Planejamento do Sistema de Educação, que corresponde ao planejamento da educação em âmbito nacional, estadual e municipal.

Este planejamento elabora, incorpora e reflete as políticas educacionais.

O planejamento global da escola corresponde às ações sobre o funcionamento administrativo e pedagógico da escola.

Para tanto, este planejamento necessita da participação em conjunto da comunidade escolar.

Nos dias atuais, em que o trabalho pedagógico tem sido solicitado em forma de projeto, o planejamento escolar pode estar contido no Projeto Político Pedagógico – PPP, ou no Plano de Desenvolvimento Escolar – PDE.

O planejamento curricular é a organização da dinâmica escolar.

É um instrumento que sistematiza as ações escolares do espaço físico às avaliações da aprendizagem.

O planejamento de ensino envolve a organização das ações dos educadores durante o processo de ensino, integrando professores, coordenadores e alunos na elaboração de uma proposta de ensino, que será projetada para o ano letivo e constantemente avaliada.

O planejamento de aula organiza ações referentes ao trabalho na sala de aula.

É o que o professor prepara para o desenvolvimento da aprendizagem de seus alunos coerentemente articulado com o planejamento curricular, com o planejamento escolar e com o planejamento de ensino.

Planos

  • O que é:

Os planos são um desdobramento do planejamento.

Consistem na sistematização do processo de organização da ação.

No plano devem estar sistematizadas as ações que se pretende desenvolver, informações e princípios que balizam e sustentam essas ações.

É um guia para a ação.

Se o planejamento consiste no processo de tomada de decisões, o plano é a formalização dos diferentes momentos desse processo.

O plano se configura, portanto, num registro escrito, apresentado sob a forma de um documento.

  • Onde é aplicado:

Podemos falar em diferentes níveis de plano, assim como já falamos em diferentes níveis de planejamento.

Por exemplo, o processo de planejamento que organiza as ações e as diretrizes dos sistemas e das redes de ensino é sistematizado em documentos que têm como característica expressar as propostas, as metas, as estratégias e as políticas a serem implementadas em determinada realidade.

É o caso dos planos estaduais e municipais de educação.

Por sua vez, quando o processo de planejamento se desenvolve no âmbito da organização de um curso ou de uma aula, dele decorre a sistematização de um plano de curso ou de um plano de aula, respectivamente.

  • Plano Nacional de Educação

Nele se reflete a política educacional de um povo, num determinado momento histórico do país.

É o de maior abrangência porque interfere nos planejamentos feitos no nível nacional, estadual e municipal.

  • Plano de Ensino ou de Curso

O plano de ensino/curso é a sistematização da proposta geral de trabalho do professor  em uma determinada disciplina ou área de estudo, numa dada realidade.

É um documento mais elaborado, no qual aparecem objetivos específicos, conteúdos e desenvolvimento metodológico.

Pode ser anual ou semestral, dependendo da modalidade em que a disciplina é oferecida.

É a sequência de tudo o que vai ser desenvolvido em um dia letivo.

É a sistematização de todas as atividades que se desenvolvem no período de tempo em que o professor e o aluno interagem, numa dinâmica de ensino aprendizagem.

Projetos

  • O que é:

Na organização do trabalho escolar, o gestor educacional convive permanentemente com a necessidade de se trabalhar com projetos.

O termo projeto, assim como o termo plano, também possui um caráter de sistematização da ação futura.

E, nesse sentido, a definição de projeto traz consigo a ideia de lançar-se adiante, de algo a construir.

Por um lado, a ideia de projeto pode estar vinculada à noção de detalhamento de uma determinada ação a ser desenvolvida a partir do plano elaborado.

Nesse sentido, o projeto consistiria na sistematização de uma parte ou de uma atividade prevista no plano a ser implementado.

  • Onde é aplicado:

É o caso, por exemplo, de um plano de curso de um professor de ciências em que está prevista a realização de uma exposição/mostra de ciências na escola, dentro da programação da disciplina.

Para a viabilização dessa proposta, ele sistematiza as suas idéias e a apresenta através da elaboração de um projeto.

Nessa dimensão, a ideia de projeto assume um caráter mais operacional: a realização de uma atividade específica.

Por outro lado, o termo projeto tem sido utilizado também para se referir à proposta pedagógica da escola, como quando falamos em Projeto Político-Pedagógico da escola.

É o planejamento geral que envolve o processo de reflexão, de decisões sobre a organização, o funcionamento e a proposta pedagógica da instituição.

É o que coloca no papel o processo de organização e coordenação da ação dos professores.

E articula a atividade escolar e o contexto social da escola.

By | 2018-01-12T22:24:42+00:00 12.01.18|0 Comentários

Sobre o Autor:

Graduada em Ciências Biológicas (licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais, Mestre em Ciências (ênfase Ensino de Biologia) pela Universidade de São Paulo. Trabalha com biologia geral, com ênfase em estratégicas didáticas e linguagem.

Deixar Um Comentário