Por que a formação continuada é importante na docência

A formação continuada de professores tem sido entendida como um processo permanente de aperfeiçoamento dos saberes necessários à atividade profissional.

É realizado após a formação inicial, com o objetivo de assegurar um ensino de melhor qualidade aos educandos.

A formação continuada não descarta a necessidade de uma boa formação inicial.

Mas para aqueles profissionais que já estão atuando, há pouco ou muito tempo, ela é relevante.

Já que o avanço dos conhecimentos, tecnologias e as novas exigências do meio social e político impõem ao profissional, à escola e às instituições formadoras, a continuidade, o aperfeiçoamento da formação profissional.

Candau (1997) apresenta três aspectos fundamentais para o processo de formação continuada de professores.

  • A escola, como locus privilegiado de formação
  • A valorização do saber docente
  • E o ciclo de vida dos professores.
Isto significa dizer que a formação continuada precisa:
  • Primeiro, partir das necessidades reais do cotidiano escolar do professor.
  • Valorizar o saber docente.
  • Ou seja, o saber curricular e/ou disciplinar e o saber da experiência.

  • E por fim, valorizar e resgatar o saber docente construído na prática pedagógica (teoria + prática).
A formação continuada passa a ser um dos pré requisitos básicos para a transformação do professor

Pois é através do estudo, da pesquisa, da reflexão, do constante contato com novas concepções, proporcionado pelos programas de formação continuada, que é possível a mudança.

A formação continuada não é apenas uma ‘atualização’, mas um espaço para rever suas práticas.

Fica mais difícil de o professor mudar seu modo de pensar o fazer pedagógico se ele não tiver a oportunidade de vivenciar novas experiências, novas pesquisas, novas formas de ver e pensar a escola.

Considerando como aspecto importante da formação continuada, a mudança nos diz que ela é um processo que envolve aprendizado, planejamento e reflexão.

Envolve valores, propósitos e conceitos associados ao que está sendo modificado.

A formação continuada é um meio de articular antigos e novos conhecimentos nas práticas dos professores.

A formação continuada deve propiciar espaços nos quais se possa aprofundar a discussão sobre como e por que os educadores fazem o que fazem.

Educar profissionais para serem pensadores autônomos, práticos e reflexivos.

E para que estejam comprometidos com a educação de alta qualidade para todos os estudantes.

A formação é um lugar para a reflexão sobre as práticas realizadas.

É um momento importante de produção de saberes voltados para a solução de situações problemáticas concretas.

Na formação continuada, deve-se buscar o entendimento do processo de desenvolvimento da prática pedagógica de maneira ampliada.

Tendo clareza das influências que o contexto escolar e das condições materiais de trabalho.

Bem como as condições sociais e econômicas a que estão submetidos esses profissionais.

A reflexão sobre a prática pode possibilitar a ampliação e o desenvolvimento do conhecimento profissional.

Constituindo-se num elemento básico para a profissionalização.

Os professores podem desenvolver sua competência profissional à medida que houver o reconhecimento de sua capacidade de ação reflexiva.

E de elaboração de seus saberes sobre o conteúdo de sua profissão, os contextos institucionais e sociais que condicionam sua prática.

By | 2017-12-20T14:16:29+00:00 21.12.17|0 Comentários

Sobre o Autor:

Graduada em Ciências Biológicas (licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais, Mestre em Ciências (ênfase Ensino de Biologia) pela Universidade de São Paulo. Trabalha com biologia geral, com ênfase em estratégicas didáticas e linguagem.

Deixar Um Comentário