Por que utilizar a divulgação científica na sala de aula

A utilização de textos de divulgação científica como apoio à prática escolar já vem sendo feita.

A divulgação científica é um campo de trabalho por meio do qual os conhecimentos são difundidos sem objetivos didático-pedagógicos.

E sem a finalidade de formar especialistas, nem tampouco aperfeiçoar os peritos em sua especialidade.

Entre seus objetivos destaca-se a possibilidade de mostrar tanto resultados da pesquisa quanto processos de construção dos conhecimentos a um público não-especialista.

Seria então possível utilizar a divulgação científica em sala de aula?

Sim!

Os textos de divulgação científica podem ser um importante recurso didático.

Que complementa materiais tradicionais como o livro didático.

Valoriza-se, especialmente, situações nas quais há referências à realidade imediata da vida cotidiana dos alunos.

Seja para situar os conhecimentos nos contextos de significação do aluno ou para provocar rupturas nesse saber cotidiano.

Faz parte do trabalho dos professores manterem-se atualizados quanto à produção científica e também usarem didaticamente suas publicações.

Vantagens da utilização da divulgação científica no processo de ensino aprendizagem

Além de contextualizar o conteúdo trabalhado, é possível, a partir da leitura do artigo que os alunos se tornem cidadãos mais críticos e conscientes de seu papel na sociedade.

Isso porque os alunos precisam discutir a veracidade das informações e a fonte delas.

De um modo geral, o trabalho com textos de divulgação possibilita:

  • A reflexão, a interação e a interpretação dos fatos

Facilitando o processo de re-elaboração das informações pelos alunos.

O que é fundamental para construção do conhecimento.

  • A ampliação da visão de mundo do aluno

Na medida em que permite a discussão e a troca de opiniões a respeito dos fatos apresentados.

  • A ampliação do universo lexical e da competência linguística do aluno
  • A vinculação dos conteúdos curriculares à realidade

Fazendo com que o aluno perceba o sentido e a aplicabilidade do que aprende na escola.

  • O desenvolvimento do hábito de leitura

Seja por prazer ou por necessidade de buscar informações.

  • E a compreensão da construção da ciência

Como uma construção constante e inacabada, coletiva e humana.

Ou seja, passível de erros e de mudanças.

divulgação científica

Como utilizar a divulgação científica em sala de aula

Como forma de trabalhar os textos de divulgação na sala de aula é possível atividades em grupo.

Onde cada grupo analisa um texto/vídeo/reportagem sobre determinado assunto e, num segundo momento, abre-se a discussão com a turma, de maneira que as informações de cada grupo sejam socializadas e discutidas.

Durante a leitura dos textos pelos grupos, os professores procuram esclarecer dúvidas acerca do conteúdo e da linguagem do artigo.

Outra estratégia é o trabalho com os textos através de debates.

Onde é pedido que os alunos a partir da leitura do artigo coloquem suas ideias e argumentos na discussão com a turma.

Podem também ser elaborados murais a serem expostos na sala de aula e em locais onde o restante da escola tenha acesso aos trabalhos.

A divulgação científica permite a discussão de assuntos que aparecem na mídia (impressa, digital ou eletrônica) em sala de aula.

Com isso o professor além de conseguir trabalhar o conteúdo próximo ao cotidiano do aluno, pode esclarecer como chegar as fontes do que se é divulgado.

É importante destacar que a utilização de materiais que não foram produzidos para serem usados em sala de aula necessitam de pesquisa e escolha criteriosa.

Bem como uma preparação que possibilite o seu uso didático.

O professor ainda deve ter atenção quanto à finalidade das produções de divulgação científica.

Podemos acrescentar também que há diferentes finalidades em publicações midiáticas.

A maioria reveste-se de um papel de conselheira para a vida cotidiana (dietética, médica).

Também há as consultoras (cartas de leitores, telefonemas).

E a transmissora de saberes, com fazeres técnicos ou experimentais.

Não somente limitados à vida cotidiana, mas que envolvem outros aspectos.

Nesse sentido, você pode ainda questionar essas finalidades com os alunos.

Quando, por exemplo, algumas produções divulgam a utilização de dietas e chás emagrecedores, sugerindo uma prática que induz à automedicação.

Ou quando trazem notícias sensacionalistas e generalizações apressadas, com dados ainda questionáveis sobre pesquisas em andamento.

É importante um cuidado e especial atenção do professor e uma utilização crítica desse tipo de material.

By | 2017-12-08T19:56:13+00:00 10.12.17|0 Comentários

Sobre o Autor:

Graduada em Ciências Biológicas (licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais, Mestre em Ciências (ênfase Ensino de Biologia) pela Universidade de São Paulo. Trabalha com biologia geral, com ênfase em estratégicas didáticas e linguagem.

Deixar Um Comentário