Por que é importante levar seus alunos aos museus?

Muita gente não entende bem a função de levar seus alunos aos museus.

Fazer uma aula diferente, dar um passeio, oportunidade para não dar aula?

Por que você leva seus alunos aos museus?

Vamos começar entendendo o que é um museu.

Pode parecer uma coisa meio óbvia, mas muita gente não sabe para que servem os museus.

Sejam eles de arte, de ciência ou de história natural, os museus tem como missão a conservação, a pesquisa e a docência.

Ou seja, reúnem objetos que retratam a história, são estudados e servem para ensinar também.

O museu normalmente é composto por diversas manifestações artísticas, históricas e culturais.

Como por exemplo, obras-objetos que singularizem uma herança material de um povo.

Ou pinturas com representações históricas.

Tudo isto, no entanto, é realizado em função de algo fundamental, promover o conhecimento.

O saber mobiliza mundos, faz surgir ideias, realizam mudanças.

As grandes vertentes do museu, além da preservação e comunicação se apoiam na conexão com o presente.

Em geral, as instituições montam seus projetos sob uma perspectiva pedagógica organizada a partir do contato do público com as obras do acervo.

Sabendo disso, vamos ao que importa.

Por que é importante levar seus alunos ao museus?

Que diferença isso pode fazer?

Muita!

Os museus reúnem aspectos culturais, sociais, históricos e científicos em suas exposições.

Quer lugar melhor para passear e aprender?

É um local importante para investigar curiosidades e também de instigar a curiosidade dos alunos.

Museus têm muitas possibilidades.

Na visitação, os alunos podem conhecer objetos e experimentos, fenômenos físicos, químicos ou biológicos e levar isso para discutir em sala de aula.

Você, enquanto professor,  pode também propor ações para o aluno conhecer o museu e os equipamentos lá existentes.

Você pode planejar atividades dentro de sala em que o aluno vá fazer a visita ao museu de maneira mais ativa.

Como fazer isso?

Apresentando um roteiro ou um problema para que o aluno possa investigar.

É importante que tanto o aluno, quanto você, caro professor, veja a visita ao museu como uma oportunidade de aprendizagem.

O museu oferece a possibilidade de elaborar propostas específicas que, materialmente, não podem ser implantadas nem na aula nem por meio de uma revista ou livro.

A possibilidade de interação, de descoberta é o que diferencia o museu de outros recursos da divulgação científica.

O museu contribui com o ensino também por meio de atividades práticas e teóricas.

Por isso as atividades em museus são diversas.

Tanto no que diz respeito ao tipo de interação do público com as exposições quanto ao tipo de exposição.

Uma outra possibilidade é a visita orientada.

Esse tipo de atividade tem grande potencial para se tornar atrativa e motivadora, proporcionando o envolvimento dos alunos.

museusÉ sempre importante lembrarmos que uma visita não pode ser improvisada.

É necessário ter um objetivo para o desenvolvimento das atividades.

Assim como é importante conhecer o local e as atividades que oferece.

O museu é uma ótima ferramenta de ensino, mas como qualquer outra necessita de planejamento.

Para quem quiser saber mais sobre os museus do nosso país

Neste link você encontra o guia de museus do Brasil atualizado até 2011 e dividido por estados.

É um documento elaborado pelo Ibram e traz dados como ano de criação, situação atual, endereço, horário de funcionamento, tipologia de acervo, acessibilidade e infraestrutura de mais de 3 mil espaços.

Incluindo museus virtuais, já mapeados em território nacional.

Existe também o site Museusbr que reúne dados coletados pela Rede Nacional de Identificação de Museus (ReNIM).

By | 2018-07-13T22:36:08+00:00 14.07.18|0 Comentários

Sobre o Autor:

Graduada em Ciências Biológicas (licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano de Batatais, Mestre em Ciências (ênfase Ensino de Biologia) pela Universidade de São Paulo. Trabalha com biologia geral, com ênfase em estratégicas didáticas e linguagem.

Deixar Um Comentário