Cada pessoa tem sua própria “fórmula” para se dar bem nos estudos e uma técnica que se adapta mais.

É importante selecionar as técnicas de estudar mais adequadas e eficientes para você.

Uma técnica eficiente de estudo desenvolvida durante os anos em que estiver na universidade irá ser extremamente proveitosa durante toda sua vida profissional.

Mas por onde começar?

Comece pela organização dos estudos

estudos

1) Organize o tempo

Planeje o trabalho a ser cumprido nas horas reservadas para estudo durante a semana, o mês e o semestre de modo a estar certo de que foi alocado o tempo necessário para cada disciplina.

Dê prioridade às atividades mais importantes ou mais difíceis.

O tempo de estudo deve ser arranjado de modo que os assuntos que necessitem um estudo mais cuidadoso ou uma atenção especial sejam feitos em primeiro lugar, quando ainda se está com a “cabeça fria”.

Reserve tempo adequado para um intervalo de descanso.

Estudar quando se está cansado é “antieconômico”.

Uns poucos minutos de descanso possibilitam aproveitar muito melhor as próximas horas de estudo.

Outro perigo é o inverso, ou seja, períodos frequentes de descanso para pouco tempo de estudo.

Procure descansar quando estiver fatigado e não quando estiver aborrecido.

Tarefas tediosas geralmente se tornam mais tediosas ainda depois de um intervalo de descanso.

Dose com cuidado o tempo nas atividades.

2) Procure entender

Entender é a chave para aprender e aplicar o que foi aprendido.

Se um tópico não foi bem entendido é aconselhável consultar um livro da bibliografia recomendada, ou então discutir com um colega de classe.

Outra opção é procurar material pela internet como vídeo-aula e artigos.

Mas esteja atento se são fontes seguras!

Muitos alunos estudam pela leitura das notas de aula ou de partes de um livro, mas nem sempre isso é suficiente para efetivar o aprendizado.

Muitas vezes o estudo é desperdiçado porque os alunos entendem incorretamente o que é requerido.

Em todos os tópicos de estudo aparecerão fatos, técnicas ou habilidades a serem dominados.

Também existirão princípios fundamentais que vão nortear e fundamentar tudo que está sendo aprendido.

É importante estar sempre atento de forma a não se fixar apenas nos detalhes.

3) Coloque em prática

O aprendizado de qualquer tópico de estudo somente é eficaz quando, durante o processo de fazer, ocorre também o processo de pensar o que se faz.

Tente relacionar a teoria a outros exemplos além dos usados pelo professor.

Quando você consegue fazer uma generalização do conceito, você provavelmente aprendeu mesmo ele.

Faça os exercícios. De todos os tipos: objetivos, discursivos, mistos. Responder a questões também ajuda a aplicar o conceito.

Organize seus estudos em sala de aula

4) Aprenda a tomar notas de aulas

Não é suficiente anotar o que o professor escreve no quadro, anote também pontos relevantes do que o professor diz.

É aconselhável deixar bastante espaço livre em suas notas para depois colocar suas próprias observações e dúvidas.

Não tente tomar nota de tudo o que é dito em uma aula.

Faça distinção entre detalhes e pontos chave.

Muitos dos detalhes podem ser rapidamente recuperados em livros-texto.

É importante saber que tomar notas corretamente implica em acompanhar a aula e sumarizar pontos.

O ato de tomar notas não substitui o raciocínio.

Ficar apavorado por sentir que informações importantes estão sendo perdidas ao anotar, é sinal de que se está anotando em excesso.

Concentre-se nos pontos principais, resumindo-os ao máximo.

Procure ler as notas de aula sempre que possível depois de cada aula (e não somente em véspera de provas), marque pontos importantes e faça resumos.

Este é um bom modo de começar seu tempo de estudo de cada dia.

Ao reescrever suas notas de aula trabalhe, pense e verifique pontos.

Não vale a pena simplesmente recopilá-los de forma mecânica.

Organize sua leitura

5) Visão geral da leitura

Antes de começar a ler um livro ou o capítulo de um livro, é interessante dar-lhe uma lida “em diagonal”.

Ou seja, olhar rapidamente todo o texto.

Isto dará uma ideia geral do assunto do livro ou capítulo e do investimento de tempo que será preciso para a leitura total.

6) Faça pausas

Durante a leitura, pare periodicamente e reveja mentalmente os pontos principais do que acaba de ser lido.

Ao final, olhe novamente o texto “em diagonal” para uma rápida revisão.

Ajuste a velocidade de leitura para adaptá-la ao nível de dificuldade do texto a ser lido.

7) Supere dificuldades

Ao encontrar dificuldades em partes importantes de um texto, volte a elas sistematicamente.

Não perca tempo simplesmente relendo inúmeras vezes o mesmo trecho.

Uma boa estratégia costuma ser uma mudança de tópico de estudo e um posterior retorno aos trechos mais difíceis.

8) Tome notas

Faça notas do essencial do que está lendo.

Note que, tomar notas não significa copiar simplesmente o texto que está sendo lido.

Geralmente não se tem muito tempo de reler novamente os textos originais e, portanto, tomar notas é extremamente importante.